Em 21 de setembro de 1968 foi fundada a Associação Brasileira de Musicoterapia (ABMT). Em 1984 a ABMT passa a ser a Associação de Musicoterapia do Estado do Rio de Janeiro (AMT-RJ) cuja missão é “Promover o desenvolvimento, a aplicação e a divulgação da musicoterapia”.
Em 2008, no livro comemorativo dos 40 anos da Associação de Musicoterapia do Estado do Rio de Janeiro, Clarice Moura Costa conta na apresentação deste, uma pouco de nossa história:

“[…] Em 21 de setembro de 1968, foi fundada a Associação Brasileira de Musicoterapia (ABMT) por um grupo de profissionais que trabalhavam há bastante tempo usando a música com objetivos psicopedagógicos e terapêuticos. A Associação tinha âmbito nacional e visava congregar e promover trocas entre esses profissionais. Quatro anos depois, em 1972, foi sentida a necessidade de um curso para oferecer uma base teórica e uma sistematização da prática dos musicoterapeutas, que até então eram guiados apenas por sua intuição e sensibilidade. Em 1978, o Curso de Formação de Musicoterapeutas foi reconhecido pelo conselho Federal de Educação, passando a ter existência oficial como curso de graduação.
Desde então, muita água correu. A associação e o Curso tiveram uma atuação inestimável na divulgação da musicoterapia no Brasil e, alguns anos mais tarde, pelo mundo. O Rio de Janeiro teve um papel fundamental na criação de cursos em outros estados, muitas vezes enviando professores para lecionar ou ajudar na organização. Começaram a ser fundadas associações estaduais e observou-se que devia haver um órgão nacional para congregá-las. Diante disto, a ABMT reformou seus estatutos, transformando-se em uma associação estadual, a AMT-RJ, e foi fundada União Brasileira das Associações de Musicoterapia – a UBAM.
O Curso também se modificou no decorrer dos anos e passou a intitular-se Curso de Musicoterapia. O crescimento do conhecimento científico sobre a musicoterapia, propiciado pelo curso, retroalimentou o mesmo, numa constante evolução. Em 1992, foi fundado o Curso de Especialização em Musicoterapia, que tem se revelado da maior importância para a implantação de serviços e novas áreas de atuação por todo o Brasil, incluindo locais em que não existe a possibilidade de se cursar uma graduação […]”.

Atualmente a Associação de Musicoterapia do Rio de Janeiro, AMT-RJ, tem trabalhado para benefício de nossa profissão em diferentes frentes de atuação: viabilizando, divulgando e promovendo eventos, incentivando a produção científica, divulgando as vagas de emprego para musicoterapeutas do estado do Rio de Janeiro, criando estratégias para ampliação de áreas de atuação e melhor remuneração, ou seja, unindo esforços para que nossa prática profissional seja enriquecida constantemente.