1986-1988

 

Presidente – Marco Antonio Carvalho Santos

1ª vice – Marly Chagas de Oliveira Pinto

2° Vice – Maria Isabel Cursino

1ª secretária – Leila Brito Bergold

2ª secretária – Norma Landrino

1° tesoureiro – Lauro Sodré de Oliveira Basile

2ª tesoureira – Thelma Sydenstricker

 

Atividades da gestão:

Eventos Científicos:

Maratona de Musicoterapia

‘’’ realizada no Parque Lage, constou de Vivências para grupos de 30 pessoas, coordenadas por Cecília Conde, Lucy-El-Jaick, Raquel Levy e Angel Viana, além de uma  Mesa Redonda com Lia Rejane Barcellos, Martha Negreiros e Ana Sheila Uricoechea.

IV Simpósio Brasileiro de Musicoterapia.  

na UERJ, com a colaboração do CBM e da Faculdade de Educação da UERJ,

Justificativa e Inscrição

https://drive.google.com/file/d/18KEdaz4HAMblaXq0PJK0tx6CXOXQ8nS1/view?usp=sharing

Programação

https://drive.google.com/file/d/17TZd5z8IZY4hWVz6JnuPZKrHgVE1bpkh/view?usp=sharing

Programação completa

https://drive.google.com/file/d/1uhlVYm5vYqR4oC6FVgxxfLAlGF1iYOGl/view?usp=sharing

 

Convite:

https://drive.google.com/file/d/1DVyw2rNwHfyL3vNIEOFXclZUE9ZkfL3C/view?usp=sharing

Trabalhos apresentados:

Músico verbal, Iso e musicoterapia, Luis Antonio Millecco

https://drive.google.com/file/d/1tfQQrXoo5vpoWi_ztk89bXCWJWOsImoh/view?usp=sharing

 

Mesa Redonda

A identidade do musicoterapeuta,

no CBM

Palestra

Os acalantos brasileiros,

pelo Dr. Jeremias Ferraz. Comentadora a musicóloga Elizabeth Travassos.

Divulgação:

https://drive.google.com/file/d/15WIzuPREUBZMZb0f5OVcPy7JI1iOXvVq/view?usp=sharing

 

Cursos

Introdução à análise musical

com o prof. Antonio Jardim;

Musicoterapia em autismo

com dr Benenzon.

Cursos ministrados fora do Rio

Musicoterapia em deficiência mental,

ministrado por Lucy El Jaick, em Juiz de Fora.

Participação em eventos:

I Conferência Estadual de Saúde Mental,

com Marco Antônio Carvalho Santos

 

Mercado de trabalho:                                               

Preocupação em oficializar o enquadramento do profissional musicoterapeuta nos quadros públicos.

Esclarecimentos ao Hospital da Aeronáutica, através de reuniões e palestras, no sentido da criação do cargo de Musicoterapeuta.

Envio de carta-consulta ao Ministério da Administração sobre os procedimentos necessários para criar a categoria de musicoterapeuta nos quadros públicos.

Inclusão da musicoterapia nas instituições da LBA.

Inclusão de musicoterapeutas no Plano de Cargos e Salários da Campanha Nacional de Saúde Mental, do Ministério da Saúde.

Carta dirigida à Federação das Associações dos Servidores das Universidades Brasileiras – FASUBRA, definindo as linhas gerais das funções do musicoterapeuta, com vistas à inclusão da musicoterapia no Plano de Cargos e Salários das Universidades.

A FEEM  da Ilha do Governador quer a inclusão oficial da Musicoterapia no plano de cargos e salários a partir do próximo ano. Soliita  indicação para admissão provisória, ainda esse ano, de um musicoterapeuta e um estagiário

 

Criação da Comissão Nacional de Musicoterapia

Criada no IV Simpósio Brasileiro de Musicoterapia, composta por representantes das Associações e Cursos do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Paraná (o curso não se representou), e representantes de Santa Catarina.

PUBLICAÇÃO

Informativo:

         Agosto/1986

https://drive.google.com/file/d/1YS4AWaCVMQRIQy6TQudCasWIJkgq2sbI/view?usp=sharing

          Abril/1987

https://drive.google.com/file/d/1PChzNrqiGBjIZk8V6dcLGX-UrMG1fwjx/view?usp=sharing

         

 

Setembro/1987

https://drive.google.com/file/d/1qARoLjjoAr5QEk7ZWjR8IMuWUtiHzSmv/view?usp=sharing